Buscar
  • FacilitaMed - Gestão de Clínicas Médicas e Administração de Consultórios

Home Office


Não é mais surpresa para ninguém que o trabalho remoto nunca esteve tão em alta no Brasil. Prezando pela segurança e saúde de seus colaboradores em meio à pandemia da COVID-19, empresas de todo o país se adaptaram ao home office para reduzir os riscos de contaminação entre seus empregados e respeitar o isolamento social imposto durante o estado de calamidade pública. Porém, o modelo de trabalho a distância está funcionando para organizações e profissionais?

Segundo uma pesquisa realizada pela consultoria Cushman e Wakefield, o home office já caiu nas graças de líderes e gestores. Para 84,4% dos líderes entrevistados, o trabalho remoto é classificado como uma experiência totalmente positiva ou como uma prática que tem mais pontos positivos do que negativos. Somente 15,6% têm mais críticas do que elogios ao trabalho à distância ou o consideram como experiência unicamente negativa.